A Doutrina do choque: a ascensão do capitalismo de desastre

Capa
Nova Fronteira, 2008 - 590 páginas
Tragédia em Nova Orleans, 2005. Enquanto o mundo assiste ao flagelo dos moradores com as inundações causadas por tempestades que estouraram os diques da cidade, o economista Milton Friedman apresenta no jornal The Wall Street Journal uma idéia radical. Aos 93 anos de idade e com a saúde debilitada, o papa da economia liberal das últimas cinco décadas vislumbrava, naquele desastre, uma oportunidade de ouro para o capitalismo - 'A maior parte das escolas de Nova Orleans está em ruínas', observou. É com a lembrança desse episódio que a jornalista e escritora canadense Naomi Klein inicia 'A doutrina do choque - a ascensão do capitalismo de desastre'. A descrição da tática de Milton Friedman é o ponto de partida para identificar a 'doutrina do choque' do capitalismo contemporâneo - espera-se uma grave crise, vende-se parte do Estado para investidores privados enquanto os cidadãos ainda se recuperam do choque, e depois transformam-se as reformas em mudanças permanentes.

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Informação bibliográfica