1789: A história de Tiradentes, contrabandistas, assassinos e poetas que sonharam a Independência do Brasil

Capa
Nova Fronteira, 7 de mar de 2014 - 304 páginas
0 Resenhas

Depois do enorme sucesso de 1565 – Enquanto o Brasil nascia, o jornalista Pedro Doria apresenta aos leitores um novo passeio pela história do Brasil. Desta vez, em 1789 – a história de Tiradentes e dos contrabandistas, assassinos e poetas que lutaram pela independência do Brasil, ele refaz a trajetória dos protagonistas da Inconfidência Mineira. Tiradentes, Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Inácio José de Alvarenga Peixoto e tantos outros que integraram o grupo de mentes brilhantes envolvidas na conspiração mineira ressurgem em uma narrativa envolvente e repleta de detalhes impactantes que se perderam no tempo.

Numa narrativa ágil e envolvente e com a mesma maestria com que revisou a formação da identidade nacional, Pedro Doria relata as tramas, os discursos, a articulação, os sonhos e, por fim, os interrogatórios e o julgamento dos líderes do mais trágico movimento pela independência do Brasil, que terminou com um mártir esquartejado.

 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Páginas selecionadas

Conteúdo

Seção 1
Seção 2
Seção 3
Seção 4
Seção 5
Seção 6
Seção 7
Seção 8
Seção 13
Seção 14
Seção 15
Seção 16
Seção 17
Seção 18
Seção 19
Seção 20

Seção 9
Seção 10
Seção 11
Seção 12
Seção 21
Seção 22
Direitos autorais

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Sobre o autor (2014)

PEDRO DORIA é editor-executivo e colunista do jornal O Globo. Foi editor-chefe de conteúdos digitais de O Estado de S. Paulo e esteve entre os fundadores dos sites No. e NoMínimo. Recebeu o Prêmio Esso de Melhor Contribuição à Imprensa, o prêmio Caixa de Reportagem Social, o Bobs, da rede alemã Deutsche Welle, e o Best Blogs Brazil na categoria política. Foi Knight Fellow na Universidade de Stanford. É autor de 1565 – Enquanto o Brasil nascia e 1789.

Informações bibliográficas